07 Out. 2017 // 09 Dez. 2018

A EXPERIÊNCIA DO LUGAR - DESENHO DE JÚLIO RESENDE

Núcleo de Arte Oliva Creative Factory | Município de São João da Madeira

001 — O Sanjoanense é eterno inconformado, sempre
procurando reinventar-se, explorando novas dimensões e
lugares em que, com arrojo, mas também humildade, busca
novas ideias e inspirações.
Dessas viagens materiais e imaginárias capta ideias, transformaas
e traça objectivos que tem a capacidade de concretizar
com grande maestria sempre dando novos sentidos à sua
capacidade empreendedora.
002 — Voltar a 001
003 — Substituir por
004 — Reler uma vez
005 — Nessas viagens, o Mestre visitou o nosso território
geográfico, cultural e emocional... tem cá amigos, alguns
comuns comigo. E repetiu muitas vezes... e continua a estar
aqui.
006 — O Sanjoanense é símbolo das gentes do norte.
007 — Voltar a 006
008 — Substituir por
009 — Reler uma vez.
010 — Por isso, é com um enorme gosto que temos Júlio
Resende no Núcleo de Arte da Oliva, no centenário do seu
nascimento.
011 — Fim de rotina

Ricardo Oliveira Figueiredo
Presidente do Município<^/i>



Os laços entre o homem e a natureza, no pintor, nunca foram quebrados. A sua aventura no mundo das formas, feita de esforço apaixonado e lúcida reflexão,
decidiu-se muito cedo, e de uma vez para sempre, pelo expressionismo,
revelando-se assim mais sensível aos valores da alma do que do espírito. […]
Júlio Resende é um cantor da terra, desta realidade áspera e amarga que cada um de nós tem obrigação de tornar mais habitável. Só dela está empenhado em falar,
e de maneira directa, quero eu dizer, sem outras perplexidades que as decorrentes de um processo que busca conciliar visão e expressão num acorde perfeito.

Eugénio de Andrade – Resende entre a angústia e a esperança,
in Os Afluentes do Silêncio, Porto, 1965.



Realizados ao longo de um itinerário de várias décadas, entre 1949 e 2001, oriundos de diferentes lugares e viagens, os desenhos apresentados propiciam a reflexão sobre o fazer e o refazer da arte, tal como se manifestam em Júlio Resende, pintor nascido em 1917, autor de uma das mais consistentes obras do século XX português.
A exposição testemunha a forte relação da obra de Júlio Resende com os lugares onde viveu e trabalhou, bem como aqueles que visitou, a diversidade de técnicas a que recorreu, a transformação do seu vocabulário plástico e o equilíbrio entre um olhar documental e um desejo de expressão poética.

LUGAR DO DESENHO



1234567891011121314
QUATRO MULHERES – MOÇAMBIQUE, n/dt | Pastel | 55,0 x 37,5 cm | Moçambique
QUATRO MULHERES – MOÇAMBIQUE, n/dt | Pastel | 55,0 x 37,5 cm | Moçambique
facebook Lugar do Desenho