18 jul // 19 set 2020

INTERVALO — ANTES E DEPOIS, O DESENHO

Sala de Exposições Temporárias

A Fundação Júlio Resende convida para a inauguração da exposição “INTERVALO — ANTES E DEPOIS, O DESENHO”, no dia 18 de julho (sábado) na Sala de Exposições Temporárias do Lugar do Desenho, pelas 16:00. Será servida uma bebida refrescante no jardim.

"O Lugar do Desenho — Fundação Júlio Resende e o Departamento de Desenho da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, numa iniciativa conjunta, promovem um ciclo de exposições, anual, que desde 2011, tem vindo a mostrar o trabalho dos estudantes de Práticas do Desenho, da Licenciatura em Artes Plásticas.

Trata-se de uma exposição, que reúne os trabalhos realizados em contexto académico e que reflecte sobre a condição autónoma do desenho enquanto prática, mas também sobre a sua dimensão reflexiva, expressiva e comunicante. Procura-se, em certo sentido, trabalhar a ideia do Desenho como objecto artístico, “numa perspectiva próxima das investigações produzidas nas áreas da Pintura, Multimédia, Escultura, trabalhando as suas similitudes e diferenças.”

Esta condição do desenho tem vindo a ser actualizada, nomeadamente no desenho contemporâneo, com o propósito de reflectir, não só, sobre a ideia de desenho, dos meios, instrumentos e suportes, convencionalmente associados ao desenho, mas também sobre as actuações e práticas que vêem sendo incluídas no campo de acção do desenho. Dito de outra forma: a condição autónoma do Desenho tem muito que ver com a capacidade do desenho em assumir uma variedade de conteúdos com os quais tem vindo a lidar e com a capacidade inesgotável de invenção e experimentação, dentro e fora dos campos convencionais de actuação.

Por outro lado, e tratando-se de trabalhos realizados em contexto académico, assumem uma relação dialéctica entre o desenho como disciplina (enquanto objecto de estudo) e o desenho como prática autoral (enquanto actividade autónoma). O carácter sucinto destas definições permite aflorar, em sentido genérico, um antes e depois da Unidade Curricular Práticas do Desenho. No primeiro, entendido a partir de um conjunto de regras, servindo intencionalmente e convencionalmente para evocar de uma ‘maneira fixa’ um conteúdo da realidade visível ou imaginada. No segundo, entendido a partir das suas próprias regras e do que ocorre e descobre no (fazer e pensar) desenho. Trabalhar dessa maneira, é debater-se a todo o momento sobre o próprio território do Desenho, as suas expansões e limitações, mas também sobre as condições materiais, físicas e emocionais que participam dele. De alguma maneira, cada desenho aqui apresentado tenta construir os ‘contornos’ das definições do Desenho."


Porto, 8 de Julho, 2020

Mário Bismarck
J.J.Marques

Imprimir folha de sala



facebook Lugar do Desenho